Até logo, amor!

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias românticas | 26-12-2011

Até logo,  amor! Até logo, à noite olharei a estrela e lá encontrarei a sua luz. Volto quando o dia amanhecer. Percorrerei  serenamente todo o trajeto até chegar a ti. No caminho saudarei o resplandecer do caminho de volta. Até logo, não se esqueça de mim. Um dia nos encontraremos. Não irei demorar meu amor não tem fim. [...]

Diante das estrelas

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias românticas | 26-12-2011

Diante das estrelas   Coração latente, o amor acaba de chegar Toquem os sinos. Cantem as andorinhas. Borbulhem águas do mar. Para planta vibrar, caia chuva.       Chuva que lava minha alma coração  alado , pela vida vago. Nas luzes das estrelas solidão apago. Pela vida  procuro te vejo no escuro.       Minhas mãos [...]

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias diversas | 26-12-2011

Igual água corrente. Amor que coração sente. Surgiu serenamente. Foi aparecendo. Corre por superfiície. Aos poucos, pingo por pingo se unem. Formam uma torrente paixão.   Em fúria buscam. I gual  água turbulenta à procura  no oceano um abrigo. Um repouso para  ondas se acolher. Paixão de amor cresce uma busca frenética por coração.

No meu sertão

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias diversas | 25-12-2011

No meu sertão Pedaço de chão,terra, minha guarida. Ido caminho estrada longa no sertão . Lá se encontra minha doce querida. Minha amada que  mora no meu coração. ♥ Pela manhã,ao cantar da sabiá, vou pro seleiro Recolho os ovos,molho as plantas, reviro o feno. Piso na lama,a bota sujo  num grande atoleiro. Logo cedo muito trabalho, ao [...]

Sonho em repouso.

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias românticas | 22-12-2011

Sonho em repouso. Tão pequena em tua mão a me acariciar. Curvo-me em tuas linhas e sinto pulsar teu coração Meu sonho,minha maior   ilusão! Amor que carinho e porto seguro a atracar. Aconchego-me e  sinto  calor  a me aquecer. Meu  pedaço de céu, sempre a me  enaltecer. Estou pronta para ao mundo  voar. Sinto  força que em meu [...]

Margens

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias românticas | 20-12-2011

Margens Por onde corre. transparente deságua. No leito que passa coração que jorre. Em veia pulsa borbulha marca. Em chão se farta Amor, chama avulsa. Bate escorrega caminha lateja. Ultrapassa pedra paixão descarrega. Margem sente, lírica energia. Afago,  arrepia em coração latente. Regina Ferreirinha  21-12-2011

Sandália da humildade

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias diversas | 20-12-2011

Sandália da humildade     Veste pés descalços em afagos. Humilde semblante caminhante Que parte, busca desabrigados. Coração valente, alma de gente Saltita por todos em amor se despe. Lava tristeza com sua mente. Rabisca na história da humanidade. Sutil empenho por terra faminta. Leva um consolo, um pouco de felicidade. Rápida   passagem deixa imagem. Leva  à terra [...]