Datas cívicas de maio

    Datas  cívicas e comemorativas de Maio     01 –...

Leia Mais

Coração em festa.

0

Postado por Regina Ferreirinha | Diversas | 19-11-2014

Em flores por onde andei.
Lugares distantes pisei.
Ser  leveza ao alvorecer.
Belas manhãs sem mim faz acontecer.
Brilho de ternura no ar
Estou pronta para o mundo saudar.
Felicidade não demora
Mora aqui neste pedaço de terra .
Uma brecha que ao Sol aflora.
Quero luz !
Quero paz!
Meu coração de amor acelera.
Refina Ferreirinha

Noite…

0

Postado por Regina Ferreirinha | Diversas | 14-11-2014

 

 

 

Tim…tim..
À noite que não passa.
Ao amor que não ultrapassa.
À vida em flor.
Ao amor do desamor…

Tim…tim…
Para mim…sozinha assim…
Se a luz não ascende
Em mim…uma noite sem fim.
Trago seco, mergulha a mente.

 

 

Saudade…

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias românticas | 29-10-2014

 

 

Amar…é soltar um grito no desfiladeiro para ouvir  o ECO.
Deixar as notas de letra por letra..confirmar  o sentimento.
Ouvir e sentir o amor mais BELO.
TE AMO!
TE AMO!

 

Amar…é acordar…sair correndo para o jardim.
Ver o deslumbre das borboletas, livres do casulo
Revoar com suas cores em torno de mim.
TE AMO!
TE AMO!

 

Amar…é ouvir uma música que acalma o coração.
Para que negar…um sentimento , breve momento.
Se a vida é breve…e acaba sem nossa permissão.
TE AMO!
TE AMO !

 

 

TE AMO!Na vida sem mesmo te ver
TE AMO! Cansei de esperar, na árvore escrevi.
TE AMO! SAUDADE…CANSADA…SÓ ME RESTA ESCREVER.

 

 

Regina Ferreirinha

Abraço

3

Postado por Regina Ferreirinha | Crônicas e contos | 29-10-2014

 

 

 

O elixir da felicidade…abraçar é esquecer  a escuridão
É deixar  claridade no coração entrar.
Mas…o bom mesmo…é a eletricidade…que invade o corpo.
São faíscas que colocam   dentro de nossa mente  muita energia.
Abraçar…bem apertadinho..faz o coração ficar caladinho com vontade de cantar.
Receber um abraço num momento de aflição é repousar a dor.
E quem …e quem não gosta de receber amor.
Melhor um abraço envolvente do que um chocolate.
Preferível ficar sem uma joia rara do que um corpo com energia que cala.
Abraçar é bom.
Abraçar são peles que se saudam…são vidas que se prolongam!!!
Então abrace!!!!!!!!!!!

 

 

Regina Ferreirinha

Luz…

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias diversas | 29-10-2014

 

 

Manhã…uma fresta de luz através da janela
Manhã…meus lábios secos de falta de amar.
Manhã!
Manha!
Mas a flor em minhas mãos espelha.
impossível não mais lembrar.
Manhã!
Manhã!
A cor rubra da rosa…vibrante
Num breve momento ao longe teu olhar.
Manhã!
Manhã!
Só me resta lindas flores o aroma sentir.
Na universidade da vida sem esperança de te amar.

 

 

Regina Ferreirinha

Felicidade mora aqui!

0

Postado por Regina Ferreirinha | Crônicas e contos | 03-10-2014

 

Perguntaram-me por onde  andei.
Respondi com muita alegria no coração.
Percorri…sonhos distantes que nunca pensei.
Olhei o céu…e por lá parei.
Virei esquinas abanando as mãos.
Num dado momento refleti…O que estou fazendo aqui?
Abanava as mãos a quem passava…olhava e admirava o aceno que retribuiam.
Mas depois diluíam…iam…e eu ali…Olhei dos lados…Sozinha !
Parada enquanto todos ao lar retornavam..
Onde estou? pensei…
A resposta veio imediatamente
Estava na casa dos sonhos .
Sonhos que crieei…nada a me retribuir…apenas uma nuvem de alegria.Era aquela euforia!
Sentei na estrada…deixaram-me sentada e mais nada.
Voltei para o meu lugar…enchi minha vida de flores.
Vesti-me de várias cores.
De repente o perfume e um arco de todas tonalidades enfeitaram-me e assim conheci minha felicidade.
Eu…apenas eu era a FELICIDADE.
FELICIDADE de estar viva…de sentir o perfume das flores.
FELICIDADE de ver crianças…sentir esperança.
FELICIDADE de amigas verdadeiras que se confirmaram.
FELICIDADE…de saber que quem mais me amou estava ali do meu lado.
Sem restrições e me aceitando com todos os trovões…de uma ansiedade louca de ser feliz!

FELICIDADE mora aqui…e não ali onde me perdi.

 

 

Regina Ferreirinha

Quem ama…ama!!!!!!!!!!!!!

0

Postado por Regina Ferreirinha | Poesias românticas | 03-10-2014

 

 

 

Nas amarras da alma
Uma pureza que acalma.
Ser suavidade de agora.
Quem se valoriza, não implora.

.Se verdade ou mentira
Que me inspira…só poeta atina.
Um coração não muda
Mas se cala, se não permuta.

 

 

Regina Ferreirinha